Gana: 5 anos de prisão por ser LGBT+?

Ser gay já é crime em Gana. Mas membros do Parlamento apresentaram uma proposta pra deixar a lei que criminaliza a homossexualidade ainda pior. É hora de entrar em ação!

O projeto de lei apresentado em Gana é um dos ataques mais terríveis a pessoas LGBT+ na história recente. Ativistas têm chamado essa lei de "o sonho de todo homofóbico".

Pra começar: ser gay já é crime em Gana. Se esse projeto de lei for aprovado, a situação vai piorar MUITO.

Pessoas LGBT+ poderão pegar até cinco anos de cadeia, só por serem quem são. A lei também se aplica a quem defender publicamente os direitos LGBT+. A punição? Até 10 anos de cadeia...

Não dá pra piorar? Pois o projeto também defende as chamadas "terapias de conversão" (também conhecidas como "cura gay").

Esse projeto de lei é o episódio mais recente numa longa sequência de ataques às pessoas LGBT+ em Gana. E é bem provável que só o fato dele estar em debate aumente ainda mais a violência e a discriminação.

Pedimos ao Parlamento de Gana que rejeite esse projeto de lei.

Lideranças locais gostam de dizer que "Gana é uma campeã da democracia". Essa é a hora de Gana botar esse discurso na prática e garantir os mesmos direitos e liberdades pra qualquer pessoa, independente de orientação sexual ou identidade de gênero.


Atualização - 8 de fevereiro de 2024

O Parlamento de Gana concluiu hoje o estágio de consideração do Projeto de Lei Anti-LGBT+, o que significa que ele está ainda mais perto de ser aprovado. Foi solicitado que o Comitê Parlamentar e as equipes de patrocínio e redação do projeto de lei refinassem e finalizassem as emendas propostas para em seguida apresentar o projeto de lei para a sua Terceira Leitura. A aprovação pode acontecer em questão de dias.

Agora, mais do que nunca, seu apoio é fundamental.

Assinaturas
Objetivo:  0

Ao Comitê de Constituição e Assuntos Jurídicos de Gana e ao Presidente de Gana

As pessoas LGBT+ de Gana estão sendo atacadas. Os ataques vão desde prisões arbitrárias a declarações homofóbicas de líderes religiosos e políticos. O projeto da "Lei da Promoção dos Direitos Sexuais Humanos Adequados e dos Valores da Família de Gana", apresentado ao parlamento nas últimas semanas, é o mais recente dessa onda de ataques.

Se aprovado, o projeto de lei retiraria os direitos humanos básicos de centenas de milhares de pessoas ganenses, geraria uma atmosfera de medo e repressão em todo o país e aumentaria os ataques contra pessoas LGBT+, suas famílias e amizades.

Toda pessoa ganense merece a liberdade de expressão, de privacidade e de associação – e se sentir em segurança em seu próprio país.

Pedimos ao Comitê de Constituição e Assuntos Jurídicos de Gana e ao presidente de Gana que repudiem e descartem esse projeto de lei e que decretem proteções legais para as pessoas LGBT+.

Faz mais uma coisinha pra ajudar?

Compartilhe com mais gente!