Emergência:

Dois jovens LGBT+ precisam da nossa ajuda na Chechênia

Dois jovens LGBT+ chechenos foram presos e entregues de volta às autoridades chechenas. Precisamos pedir que a Rússia os liberte.

A Rede LGBT da Rússia, uma das principais organizações LGBT+ do país, informou que a polícia russa invadiu o abrigo coordenado pela organização e prendeu dois homens LGBT+ que tinham escapado da perseguição na Chechênia. 

Em junho de 2020, os dois jovens – Salekh Magamadov, de 20 anos, e Ismail Isayev, de 17 – fugiram da Chechênia e foram realocados na cidade russa de Nizhny Novgorod. 

Eles haviam sido presos e torturados pela polícia chechena em abril e maio de 2020 por coordenar um canal de Telegram da oposição e, posteriormente, foram forçados a gravar um vídeo pedindo desculpas.

Sua recaptura pelas autoridades chechenas significa que eles estão em perigo grave e imediato de novas torturas – e até de morte.

No mesmo dia em que Salekh e Ismail foram presos na Rússia, o presidente estadunidense Joe Biden assinou um Memorando Presidencial ordenando que todos os programas diplomáticos e de assistência externa dos EUA fizessem mais para proteger os direitos humanos das pessoas LGBT+.

Junte-se a este apelo ao presidente e ao secretário de estado dos EUA para que cumpram a sua promessa e exijam imediatamente ao governo russo que Salekh e Ismail sejam libertados ilesos.

As vidas dos dois jovens estão em risco apenas porque eles são pessoas LGBT+.

Assinaturas
Objetivo:  0

Ao presidente dos EUA, Joe Biden, e ao secretário de estado dos EUA, Anthony Blinken:

Dois jovens LGBT+ que escaparam da tortura na Chechênia foram presos pela polícia russa e entregues às autoridades chechenas.

Salekh Magamadov e Ismail Isayev estão em perigo imediato e muito grave. Eles foram presos no mesmo dia da publicação do Memorando Presidencial dos EUA sobre os direitos globais LGBT+.

Pedimos que cumpram sua promessa de usar a diplomacia estadunidense e o apoio internacional para proteger os direitos humanos das pessoas LGBT+, solicitando imediatamente ao governo russo a libertação Salekh Magamadov e Ismail Isayev.

9 de fevereiro de 2021

Ned Price, o primeiro porta-voz do departamento de estado dos EUA abertamente gay, demonstrou preocupação em relação o que pode acontecer com Salekh e Ismail.

Texto do tweet: "Nos preocupam os relatos de dois irmãos chechenos da comunidade LGBTQI +, que foram detidos na Rússia e enviados à Chechênia sob acusações duvidosas de "terrorismo". Eles relataram tortura durante uma detenção anterior e tememos que possam enfrentar outros abusos. #StandUp4HumanRights"

4 de fevereiro de 2021

Quando a Rede LGBT da Rússia descobriu que os dois jovens tinham sido presos, imediatamente divulgaram a notícia.

Texto no tweet: "Saleh Magamadov e Ismail Isayev foram detidos pela polícia em seu apartamento. A Rede LGBT da Rússia ajudou Saleh e Ismail a deixar a Chechênia e se mudar para Nizhny Novgorod. Agora eles estão sendo levados de carro de volta para a Chechênia."

COMPARTILHE

Essa campanha é realizada pela All Out em parceria com a Rede LGBT da Rússia.

Russian LGBT Network